Newsletter Semanal do Sistema FIESC  |  nº 312  |  02.05 até 08.05.2013  |  FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA
» Reunião na FIESC apresenta panorama da energia em SC


Encontro em Florianópolis discutiu a oferta de energia elétrica e gás natural no Estado (foto: Filipe Scotti)
Insumo essencial para indústria, a oferta e preço da energia elétrica interessam a muitos empresários do Estado. Por isso, um panorama do setor foi apresentado na reunião da Câmara de Assuntos de Energia da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC). O encontro contou com apresentações do gerente do Núcleo Regional Sul do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Manoel Botelho, e do diretor presidente da SCGás, Cósme Polêse. O encontro foi realizado na sede da Federação, em Florianópolis, na quinta-feira (25).

De acordo com dados da SCGás, atualmente Santa Catarina possui contrato de fornecimento com a Petrobras de 2 milhões de metros cúbicos de gás por dia. Com isso, o aumento da demanda pelo insumo tem causado preocupações, já que em 2012 o consumo médio registrou picos próximos a esse valor - de 1,91 milhões de m³/dia. A indústria é a principal responsável pelo consumo do gás, equivalente a 80%.

Segundo Cósme Polêse, a projeção é de que a partir deste ano a demanda de gás já supere a oferta. E até 2019, a expectativa é que a demanda cresça 50%. "Para resolver a questão, é preciso conseguir aumentar o suprimento, não apenas disponibilizar volume. Além disso, há questões técnicas a serem desenvolvidas", explicou o diretor. De acordo com Polêse, o problema é semelhante em outros Estados brasileiros.

Como solução, o diretor presidente da SCGás apresentou algumas possíveis ações em análise, como o incentivo ao uso de biogás captado a partir da decomposição de excrementos de aves e suínos, que poderia gerar até 1,3 milhões de m3/dia. Outra alternativa seria a utilização das reservas de gás dos campos de Tiro e Sidon, localizada no litoral catarinense. "Hoje, esse campo queima ou reinjeta o equivalente ao consumo de Santa Catarina, por falta de uma rede de transporte até o continente", afirmou. "Mas ainda é necessário estudar qual seria o preço que seria praticado para esse insumo".

Ações complementares também são necessárias para garantir o fornecimento de energia elétrica no Estado. Segundo Manoel Botelho, da ONS, a demanda é crescente, mas "restrições ambientais severas não permitem ampliar a capacidade de regularização do sistema", já que 78% da energia vêm de hidrelétricas. Os dados apresentados mostraram que, com o menor regime de chuvas nos últimos meses, a maior utilização de termelétricas ajudou o país a evitar um "apagão" de energia elétrica.

Em função disso, Botelho aponta que a tendência é de maior uso de fontes complementares, como termoelétricas, ou de energias alternativas (eólica e biogás). Atualmente, 16% da energia do país vêm de fontes como carvão, gás natural, petróleo, diesel e nuclear. A expectativa é que, entre 2012 e 2017, haja um crescimento de 51% na capacidade instalada de fontes energéticas que utilizem carvão e 325% de energia eólica.

Na reunião também foi apresentado o resultado preliminar de um estudo sobre a competitividade das tarifas e energia elétrica praticadas em Santa Catarina.

Veja aqui todas as notícias

SENAI/SC teve o segundo melhor desempenho do país

Qualidade de vida é um dos temas do evento Jornada da Indústria

Sistema FIESC firma cooperação com Ministério do Esporte

Fórum Industrial Sul debate perspectivas para o Gás Natural

» Criciúma terá workshop de inovação com participação do IEL

» Indústria gráfica debate desafios do setor

» Carro elétrico de SC será exposto na Jornada de Inovação

» Indústria debate inclusão da pessoa com deficiência

» Côrte fala sobre perspectivas econômicas para empresários

» Reunião na FIESC apresenta panorama da energia em SC

» Treinamento internacional atualiza equipe do IEL/SC

» SC investirá R$ 2,8 bilhões em infraestrutura, diz Cobalchini

» Aluna de Criciúma é finalista de concurso nacional de moda

» FIESC fala de inovação e criatividade no Fórum SCMC

Facebook Twitter Linkedin Flickr

Observatório

Indústria e competitividade

Guia da Indústria FIESC

Saiba mais

FIESC

SENAI

SESI

IEL

Prêmio FIESC de Jornalismo

E-Social





Federação das Indústria do Estado de Santa Catarina

Departamento Regional - Fone 48 3231 4100

Rod. Admar Gonzaga 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001

Gerência de Comunicação

Institucional:Elmar Meurer

Edição:Filipe Scotti e Dâmi Radin

Reportagem:Dâmi Radin, Elida Ruivo, Ivonei
Fazzioni e Gabrielle Bittelbrun