Newsletter Semanal do Sistema FIESC  |  nº 323  |  17.07 até 24.07.2013  |  FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA
Indústria cria escola para elevar indicadores de educação


Aline Antunes quer investir no ensino superior, cursando Administração (Foto: Elida Ruivo)
A sala que antes abrigava o arquivo-morto da Manoel Marchetti, indústria de base florestal de Ibirama, agora possui carteiras, lousa e cartazes com trabalhos realizados por trabalhadores que voltaram a estudar. Por meio de uma parceria com o SESI, entidade do Sistema FIESC, a indústria proporcionou a 43 trabalhadores o retorno aos estudos. Determinada a melhorar os indicadores de escolaridade dos próprios colaboradores, a Manoel Marchetti implantou uma escola in company, operacionalizada pelo SESI, com sala de aula e laboratório digital.

Além da mobilização realizada pela equipe do Sistema FIESC, a própria indústria utilizou canais de comunicação interna, como o jornal-mural e o informativo, para intensificar o convite. "A sensibilização dos colaboradores ocorre de todas as formas possíveis para que possamos ampliar a oferta da educação em nossa indústria", fala o engenheiro Alex Wellington dos Santos, gestor de operações da Manoel Marchetti. A escola foi construída com matéria-prima utilizada pela própria indústria que, além de edificações pré-fabricadas, produz portas e carretéis de madeira.

Entre os colaboradores que usufruem da escola está Marcio Luiz de Borba, soldador, que há mais de 30 anos deixou de estudar e quer ser referência para os filhos e a neta, de sete anos. "A importância da minha volta aos estudos é ser exemplo para os meus filhos. Sempre fiquei com esse vazio e a vontade de voltar a estudar. Trazer a escola para o grupo Manoel Marchetti foi uma grande evolução", diz. A operadora Aline Antunes concorda com o colega e vai além. "Quero concluir o ensino médio para cursar a faculdade de Administração. Fiquei seis anos longe dos livros e quero recuperar este tempo", conta.

Osvaldino da Silva também enfrentou grandes perdas na família, como a morte do pai e dos três irmãos, e teve de trabalhar muito cedo para ajudar a mãe. Os estudos ficaram para trás. "Estou há 20 anos longe da escola. A oportunidade que a empresa oferece de voltar a estudar é fundamental e acho positivo que colabore, principalmente com aqueles que não têm condições de se deslocar até a escola. Hoje não tem mais desculpa para não estudar, é só querer", fala o líder de setor da Manoel Marchetti. A indústria oferece transporte e lanche para os colaboradores que estudam, além de premiá-los por assiduidade com valores que variam de R$50 a R$80.

O diretor de relações com o mercado da Manoel Marchetti, Fábio Marchetti, conta que há anos a indústria vem investindo na educação dos trabalhadores. "O que nos leva a isso é, sem sombra de dúvidas, a competitividade internacional dos nossos produtos". De acordo com ele, uma força de trabalho mais qualificada, colabora com o êxito da indústria, além de contribuir para a melhoria de indicadores de qualidade de vida. "Quando as pessoas recebem treinamento elas se sentem mais seguras e o ambiente fica muito melhor para trabalhar", conclui.

Além dos cursos de formação básica, a Manoel Marchetti realiza cursos da Educação Continuada, também oferecidos pelo SESI, e possui trabalhadores em capacitação técnica no SENAI, outra entidade do Sistema FIESC. Todas as ações que a indústria implementou foram impulsionadas pelo Movimento A indústria pela Educação, promovido pela Federação das Indústrias, da qual a Manoel Marchetti é signatária. A iniciativa pretende despertar o interesse das indústrias em apoiar e desenvolver ações relacionadas à qualificação e à formação escolar de seus trabalhadores.

Veja aqui todas as notícias

FIESC debate modernização das leis trabalhistas

Indústria pode estruturar inovação com custo subsidiado

Sistema FIESC e ESAG vão oferecer bolsas de estudo

Indústria cria escola para elevar indicadores de educação

» Alterar PIS e Cofins é alternativa para baratear carvão

» Prêmio CNI de Economia está com inscrições abertas

» Indústrias adotam padrões internacionais de soldagem

» Programa aumenta em 93% a produtividade em indústrias

» FIESC debate desoneração da folha na Capital e Blumenau

» Na FIESC, Ibama esclarece dúvidas sobre o cadastro técnico

» Seminário em Lages mostra como estruturar inovação

» SESI Farmácia sorteia dez bicicletas elétricas

Veja aqui - Todas as notícias

Facebook Twitter Linkedin Flickr

Observatório

Indústria e competitividade

Guia da Indústria FIESC

Saiba mais

FIESC

SENAI

SESI

IEL

Prêmio FIESC de Jornalismo

e-Social





Federação das Indústria do Estado de Santa Catarina

Departamento Regional - Fone 48 3231 4100

Rod. Admar Gonzaga 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001

Gerência de Comunicação

Institucional:Elmar Meurer

Edição:Filipe Scotti e Dâmi Radin

Reportagem:Dâmi Radin, Elida Ruivo, Ivonei
Fazzioni e Gabrielle Bittelbrun