Newsletter Semanal do Sistema FIESC  |  nº 323  |  17.07 até 24.07.2013  |  FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA
» Indústrias adotam padrões internacionais de soldagem


Objetivo é que as soldas tenham padrões internacionais de qualidade (Foto: arquivo SENAI)
O trabalho de consultores do SENAI de Santa Catarina (entidade do Sistema FIESC) está ajudando empresas do Estado a assegurarem a conformidade das soldas utilizadas às normas internacionais. Com isso, as empresas aumentam a qualidade dos projetos realizados, ao assegurar que as partes de um equipamento ou peça sejam unidas da forma mais resistente possível. A atuação da consultoria, que antes era realizada na região Norte do Estado, a partir deste ano também foi expandido para o Vale do Itajaí.

Para que uma solda tenha padrão de excelência, ela precisa resistir a diversos eventos mecânicos (como tensão, torção e atrito), além de adversidades químicas, como ação da umidade e corrosão marítima. "A solda de uma caldeira, por exemplo, precisa ser resistente o bastante para aguentar a pressão sem ceder. Uma estrutura de construção precisa aguentar o peso da cobertura e ventos fortes", explica o especialista em metalmecânica do SENAI/SC em Rio do Sul, Marcel Heinz, que realiza consultorias na região do Vale e Alto Vale do Itajaí.

Segundo o especialista, a adoção de normas é uma forma de garantir a qualidade do processo de soldagem. As normas mais usadas no Brasil são as internacionais da American Welding Society (AWS) e da American Society of Mechanical Engineers (ASME), além dos padrões exigidos pela Petrobras. A tendência, de acordo com o consultor, é que mesmo as empresas que ainda não são exportadoras adotem padrões internacionais de qualidade.

Para serem resistentes, as soldas não devem ter defeitos em suas superfícies ou em seu interior. O processo, no entanto, tem diversas variáveis, como a exata correspondência entre as propriedades físico-químicas da solda e do material unido e a execução correta do trabalho de soldagem. Por esse motivo, as consultorias do SENAI/SC envolvem a qualificação tanto dos processos de planejamento, controle e verificação da soldagem, quanto dos profissionais responsáveis por realizar a solda.

No processo de qualificação, os trabalhadores e o processo são avaliados antes da execução de um projeto de soldagem. A execução é feita em um corpo de prova (material com as mesmas características do produto a ser modificado). Posteriormente, a solda de teste é levada para análise metrológica, utilizando a rede de laboratórios do SENAI/SC. Neles o teste pode ser verificado com mais objetividade e precisão quanto à existência de falhas ou desconformidades com as normas. São avaliados aspectos como resistência, tração, impacto, dureza, entre outros, utilizando aparelhos como ultrassom e raio-x.

Desde o início do ano, 12 empresas do Vale e Alto Vale do Itajaí já recorreram às consultorias do SENAI para assegurar a qualidade de seus processos de soldagem. As indústrias são do setor metalmecânico, fabricantes de estruturas para móveis, caldeiras, empresas de engenharia civil, montagem e manutenção de equipamentos, elevadores e de projetos especiais. Além do Vale do Itajaí e Norte do Estado, empresas de outras regiões que tenham interesse na consultoria também podem solicitar atendimento.

Veja aqui todas as notícias

FIESC debate modernização das leis trabalhistas

Indústria pode estruturar inovação com custo subsidiado

Sistema FIESC e ESAG vão oferecer bolsas de estudo

Indústria cria escola para elevar indicadores de educação

» Alterar PIS e Cofins é alternativa para baratear carvão

» Prêmio CNI de Economia está com inscrições abertas

» Indústrias adotam padrões internacionais de soldagem

» Programa aumenta em 93% a produtividade em indústrias

» FIESC debate desoneração da folha na Capital e Blumenau

» Na FIESC, Ibama esclarece dúvidas sobre o cadastro técnico

» Seminário em Lages mostra como estruturar inovação

» SESI Farmácia sorteia dez bicicletas elétricas

Facebook Twitter Linkedin Flickr

Observatório

Indústria e competitividade

Guia da Indústria FIESC

Saiba mais

FIESC

SENAI

SESI

IEL

Prêmio FIESC de Jornalismo

E-Social





Federação das Indústria do Estado de Santa Catarina

Departamento Regional - Fone 48 3231 4100

Rod. Admar Gonzaga 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001

Gerência de Comunicação

Institucional:Elmar Meurer

Edição:Filipe Scotti e Dâmi Radin

Reportagem:Dâmi Radin, Elida Ruivo, Ivonei
Fazzioni e Gabrielle Bittelbrun