Newsletter Semanal do Sistema FIESC  |  nº 323  |  17.07 até 24.07.2013  |  FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA
» Na FIESC, Ibama esclarece dúvidas sobre o cadastro técnico

Representantes de indústrias catarinenses foram orientados por técnicos do Ibama sobre como preencher o cadastro técnico federal. Este registro é obrigatório a todas as empresas que realizam atividades sujeitas a controle ambiental. Sem o cadastro, as companhias não conseguem emitir o certificado de regularidade, exigido por alguns bancos para a liberação de crédito. Alguns setores do governo federal também já estão cobrando o certificado para empresas que queiram participar de licitação.

O assunto foi tema de reunião da Câmara de Qualidade Ambiental da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), realizada na segunda-feira (15), em Florianópolis. O presidente da Associação Catarinense de Empresas de Floresta (ACR), Pitágoras Oliveira, apresentou estudo que mostra que é possível utilizar os resíduos do setor de celulose e papel na construção civil e também para adubar florestas plantadas. Para tornar essa alternativa viável é necessária a criação de lei específica que regulamente a atividade.

A coordenadora institucional da Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi), Miriam Prochnow, realizou palestra sobre os desafios ambientais do século 21 e destacou que a mata atlântica é o segundo bioma mais ameaçado de extinção do mundo. Estudos mostram que 70% da população brasileira usa água que nasce na mata atlântica e 100% da população catarinense está na mata atlântica. Ela destacou ainda que as mudanças climáticas afetam cada vez mais a população. Como exemplo, citou as enchentes que afetaram Santa Catarina nos últimos anos e as temperaturas mais elevadas registradas neste inverno.

Durante palestra, Miriam lembrou que pela primeira vez na história da humanidade o planeta Terra registrou 400 partes por milhão de dióxido (400 ppm) de carbono. Essa marca foi alcançada em maio deste ano. Isso significa que a temperatura média do planeta pode subir de 2 a 6 graus centígrados até o final deste século. "Existe uma campanha mundial para reduzir esse número. Vamos ter que fazer muitas ações para mitigar as mudanças climáticas. Talvez esta seja a nossa maior crise", afirmou.

Veja aqui todas as notícias

FIESC debate modernização das leis trabalhistas

Indústria pode estruturar inovação com custo subsidiado

Sistema FIESC e ESAG vão oferecer bolsas de estudo

Indústria cria escola para elevar indicadores de educação

» Alterar PIS e Cofins é alternativa para baratear carvão

» Prêmio CNI de Economia está com inscrições abertas

» Indústrias adotam padrões internacionais de soldagem

» Programa aumenta em 93% a produtividade em indústrias

» FIESC debate desoneração da folha na Capital e Blumenau

» Na FIESC, Ibama esclarece dúvidas sobre o cadastro técnico

» Seminário em Lages mostra como estruturar inovação

» SESI Farmácia sorteia dez bicicletas elétricas

Veja aqui - Todas as notícias

Facebook Twitter Linkedin Flickr

Observatório

Indústria e competitividade

Guia da Indústria FIESC

Saiba mais

FIESC

SENAI

SESI

IEL

Prêmio FIESC de Jornalismo

e-Social





Federação das Indústria do Estado de Santa Catarina

Departamento Regional - Fone 48 3231 4100

Rod. Admar Gonzaga 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001

Gerência de Comunicação

Institucional:Elmar Meurer

Edição:Filipe Scotti e Dâmi Radin

Reportagem:Dâmi Radin, Elida Ruivo, Ivonei
Fazzioni e Gabrielle Bittelbrun