Newsletter Semanal da FIESC  |  nº 368  |  18.06 até 25.06.2014  |  FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA
Países devem focar formação em ciências e matemática
As provas do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) têm demonstrado que os países precisam construir capital humano no âmbito da matemática e da ciência, afirma o consultor da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Fernando Vargas. Ele vai ministrar a palestra "Novas competências para o profissional do século XXI", no dia 25 de junho, na Jornada Inovação e Competitividade da Indústria Catarinense, evento promovido pela Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), em Florianópolis. O encontro, que segue até o dia 27, conta com o apoio do BRDE, CrediFIESC, Previsc, Tractebel, SESI e SENAI Nacional.

A prova é aplicada a estudantes na faixa dos 15 anos, idade em que se pressupõe o término da escolaridade básica obrigatória na maioria dos países. O objetivo do Pisa é produzir indicadores que contribuam para a discussão da qualidade da educação nos países participantes, de modo a subsidiar políticas de melhoria do ensino básico. A iniciativa é da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Vargas destaca que a ideia do profissional competente é aquele que tem capacidade para resolver problemas e interagir com as mudanças no mercado e na tecnologia. "Na mesma velocidade com que o mundo está mudando, os profissionais também precisam mudar suas competências para acompanhar as transformações", diz.

O especialista ressalta que apesar de as tecnologias facilitarem o aprendizado e aumentarem o acesso dos profissionais à qualificação, o aprendizado das competências básicas, como ler, escrever e interpretar, ainda é um problema e requer atenção. Além disso, há o desafio de dominar uma segunda língua, importante para se comunicar num mundo cada vez mais globalizado.

Jornada: No dia 25 (quarta-feira), os assuntos serão qualidade de vida e educação. Às 9h45 será realizada a palestra "Trabalhador saudável, indústria produtiva", com Steven Aldana, um dos maiores especialistas norte-americanos em bem-estar e vida saudável no ambiente de trabalho. Ele é autor de sete livros sobre gerenciamento de risco à saúde, vida saudável, e programas de promoção da saúde. As publicações já venderam mais de um milhão de cópias e são usadas ¿¿por 4,5 mil empresas e corporações. À tarde, a partir das 13h30, estão programadas as palestras "Gestão de economia para ambientes seguros e saudáveis"; "Novas competências para o profissional do século XXI", além do painel "O papel da educação para o desenvolvimento de competências para o mundo do trabalho".

Na quinta-feira, dia 26, serão tratados os temas inovação, design, educação e ambiente institucional. Às 9h45 será realizada a palestra "Ecossistema de inovação", com o professor do Centro de Performance Industrial do Massachusetts Institute of Technology (MIT), Celson Pantoja Lima. Às 10h40 está programada a palestra "Capacidade de inovação, competitividade e educação", com o especialista da Universidade de Berlim, Ardin Djalali. À tarde, às 14h10, será realizado painel sobre produtividade na indústria, com a participação do economista Jorge Arbache, do consultor Luís Alberto Saavedra Martinelli e do gerente-executivo da unidade de política econômica da CNI, Flávio Castelo Branco. Também será realizada palestra sobre empreendedorismo, com o presidente da Endeavor Brasil, Juliano Seabra.

Na sexta-feira, dia 27, às 10 horas, serão realizadas a entrega da Ordem do Mérito Industrial de Santa Catarina, a Ordem do Mérito Industrial da CNI e o Mérito Sindical. A solenidade, exclusiva para convidados, marca o encerramento da Jornada.

As inscrições para as palestras de quarta-feira e quinta-feira são gratuitas e devem ser feitas no site www.fiescnet.com.br/jornada. Neste endereço também consta a programação completa do evento. A Jornada terá as emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) inventariadas a partir da metodologia GHG Protocol e compensadas por meio de restauro florestal de Mata Atlântica. O GHG Protocol é a ferramenta mais utilizada no mundo para gerenciar emissões. A iniciativa está no âmbito do Plano Sustentabilidade para a Competitividade da Indústria Catarinense.

Veja aqui todas as notícias

FIESC pede a Dilma medidas para afetados pelas chuvas em SC

Governo formaliza cessão de terreno para estruturas do SENAI

Prêmio D. Catarina atesta qualidade na inovação da indústria

Evento em Joinville debate uso das PPPs para infraestrutura

» Energia elétrica para indústria de SC é a mais cara do Sul

» Seminário esclarece procedimentos para comércio exterior

» Dez sindicatos filiados à FIESC receberão Mérito Sindical

Veja aqui - Todas as notícias

Facebook Twitter Linkedin Flickr

Observatório

Indústria e competitividade

Guia da Indústria FIESC

Saiba mais

FIESC

SENAI

SESI

IEL

Prêmio FIESC de Jornalismo

e-Social





Federação das Indústria do Estado de Santa Catarina

Departamento Regional - Fone 48 3231 4100

Rod. Admar Gonzaga 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001

Gerência de Comunicação

Institucional:Elmar Meurer

Edição:Filipe Scotti e Dâmi Radin

Reportagem:Dâmi Radin, Elida Ruivo, Ivonei
Fazzioni e Gabrielle Bittelbrun