Newsletter Semanal da FIESC  |  nº 387  |  29.10 até 5.11.2014  |  FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA
» Côrte destaca o crescimento do trabalho em rede


Presidente da FIESC, Glauco José Côrte, no encontro sobre gestão de pessoas (foto: Heraldo Carnieri)
Durante evento sobre gestão de pessoas, o presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), Glauco José Côrte, disse que o trabalho em rede é um fenômeno que cada vez mais acontece nas empresas. Ele representou a Confederação Nacional da Indústria (CNI) no Encontro Rede Latino-Americana de Gestão de Pessoas por Competências e Organizações Sustentáveis. A iniciativa é realizada em Florianópolis até quinta (30) e envolve a CNI, Sebrae, Senar e a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Côrte destacou que a união das entidades busca debater e encontrar caminhos em que a gestão de pessoas, de fato, seja o grande diferencial das companhias. "Há alguns anos o mais importante numa empresa era o capital físico ou financeiro. Hoje o que realmente dá vida à organização e a coloca em condições de competitividade em relação aos concorrentes é o capital humano", completou.

O presidente da FIESC lembrou que há alguns anos de 70% a 80% do custo do produto era vinculado ao capital físico e financeiro. "Atualmente, esse percentual se refere a custos relacionados ao conhecimento que vem das pessoas e movimenta, de fato, o setor econômico e social de um País", salientou. Ele também destacou a importância da educação e citou os investimentos que a CNI, em parceria com as Federações de Indústria, está realizando no Brasil para elevar a competitividade. Estão sendo investidos R$ 2 bilhões em 60 Institutos SENAI de Tecnologia e 25 de Inovação. Destes, Santa Catarina irá receber sete de Tecnologia e três de Inovação.

"A FIESC está perfeitamente alinhada com esse esforço da CNI para tornar a indústria mais competitiva o que requer trabalhadores mais produtivos. Isso significa que são necessários profissionais que tenham condições de aplicar e praticar conceitos de inovação. Sem inovação teremos dificuldade de competir num mundo em que a concorrência se tornou mais agressiva e intensa", explicou.

Côrte também falou do engajamento da FIESC para melhorar o nível de escolaridade do trabalhador, por meio do Movimento A Indústria pela Educação, lançado no final de 2012. A entidade vai fechar o triênio 2012-2014 com mais de 800 mil matrículas em todos os cursos que SESI, SENAI e IEL mantêm em Santa Catarina. "Só na área de capacitação técnica e profissional estamos duplicando o número de matrículas de 2011 a 2014 - passando de 90 mil para 180 mil. Queremos enfatizar esse movimento que cada vez mais ganha consciência e se amplia no Brasil", disse. Na opinião dele, os esforços para melhorar a educação em todos os níveis, particularmente, do trabalhador, é fundamental para que o País possa assegurar um papel relevante tanto no mercado interno quanto no internacional. 

Veja aqui todas as notícias

Polêmica do Morro dos Cavalos afeta trajeto da ferrovia Litorânea

Semana de Animação SENAI reúne produção de alunos

Artigo: Motivos para Celebrar?, por Glauco José Côrte

Côrte é empossado como vice-presidente da CNI

» FIESC, BID e SED pesquisarão educação em Santa Catarina

» Indústria se mobiliza para fornecer ao setor de óleo e gás

» Encontro reúne presidentes de sindicatos de 11 Estados

» FIESC lança Bolsa de Resíduos e mapa da reciclagem

» Diretoria da FIESC conhece case de superação em educação

» FIESC realiza missões à Ásia, Oriente Médio e Europa

» Côrte destaca o crescimento do trabalho em rede

» FIESC firma parcerias na área educacional

» Indústrias buscam estimular a formação do trabalhador

Facebook Twitter Linkedin Flickr

Observatório

Indústria e competitividade

Guia da Indústria FIESC

Saiba mais

FIESC

SENAI

SESI

IEL

Prêmio FIESC de Jornalismo

E-Social





Federação das Indústria do Estado de Santa Catarina

Departamento Regional - Fone 48 3231 4100

Rod. Admar Gonzaga 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001

Gerência de Comunicação

Institucional:Elmar Meurer

Edição:Filipe Scotti e Dâmi Radin

Reportagem:Dâmi Radin, Elida Ruivo, Ivonei
Fazzioni e Gabrielle Bittelbrun