Newsletter Semanal da FIESC  |  nº 485  |  26.10 até 02.11.2016  |  FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA
» Côrte defende que a educação esteja na agenda da indústria


Evento da CNI reuniu lideranças lideranças industriais do País. Foto: Miguel Ângelo/CNI
"A educação é a a antessala da produtividade e da inovação, pressupostos da Indústria 4.0", afirmou o presidente da FIESC, Glauco José Côrte, ao defender, mais uma vez, que o tema esteja no centro da agenda da indústria nacional. Ele participou, na segunda-feira (24), em São Paulo, do evento Diálogo: os caminhos da indústria, que debateu as diretrizes e propostas de ações da Confederação Nacional da Indústria (CNI). A proposição de Côrte foi acolhida.

No encontro, lideranças industriais do País discutiram os entraves ao crescimento e os caminhos para o setor se desenvolver no Brasil, diante do novo cenário, marcado por transformações da economia global e da tecnologia. Durante o evento, foram realizados painéis que debateram ambiente de negócios, educação, produtividade, tributação e relações do trabalho. Entre os painelistas estiveram o presidente do Insper, Marcos Lisboa; o vice-presidente do conselho de administração da Cosan, Marcos Lutz; o economista José Roberto Mendonça de Barros, e o presidente da GE Brasil, Gilberto Peralta.

Os participantes trataram de vários temas que se mantêm entre as preocupações do setor. Na questão tributária, por exemplo, a indústria defende simplificação e melhoria da qualidade do sistema; a introdução do Imposto sobre Valor Agregado (IVA), em substituição a outros tributos; a tributação do consumo e não da produção. "O atual sistema é anti-investimento e antiexportação", disse Côrte. No que tange as relações do trabalho, a defesa é pela valorização da negociação com os sindicatos, terceirização e novos modelos de contrato de trabalho, além de maior segurança jurídica, com regras previsíveis. A aprovação da reforma da previdência é considerada crucial.

A defesa de uma reforma do Estado brasileiro, com melhores modelos de concessão, regulação e controle é outra bandeira da indústria nacional. "O Estado deve se dedicar mais à fiscalização do que à execução, com regras estáveis e fortalecendo agências reguladoras", explicou Glauco José Côrte. "Além disso, é preciso promover a produtividade do setor público", disse.

Segurança jurídica, na concepção dos participantes do evento, é questão crucial para a melhoria no ambiente de negócios, de maneira geral, como forma de inserir o Brasil no conceito da indústria 4.0. Para isso, é fundamental que novas normas não sejam retroativas. Por fim, a indústria brasileira defende maior abertura comercial.

Veja aqui todas as notícias

Especialistas do Brasil, Chile e Colômbia debatem educação

Campanha Moto pela Vida busca redução de acidentes em SC

FIESC e EMBRAPII realizam seminário sobre inovação

Evento do SENAI em Lages desperta para indústria 4.0

» FIESC e Unisul assinam acordo de cooperação

» Jogos do SESI reúnem 1,4 mil trabalhadores da indústria

» Movimento SC pela Educação traça estratégias em reunião

» "Educação está desconectada da produtividade", diz Barros

» Côrte defende que a educação esteja na agenda da indústria

» Início da recuperação da economia será em 2017

» Confiança do industrial tem ligeira queda em outubro

» SENAI/SC lança cursos focados em indústria avançada

» Comdefesa debate fiscalização de produtos controlados

» Economia brasileira dá os primeiros sinais de recuperação

» Saúde e segurança são debatidos em Criciúma

» Indústrias de SC disputam prêmio nacional de estágio

» FIESC debate inclusão de pessoas com deficiência

Veja aqui - Todas as notícias

Facebook Twitter Linkedin Flickr

Observatório

Indústria e competitividade

Guia da Indústria FIESC

Saiba mais

FIESC

SENAI

SESI

IEL

Prêmio FIESC de Jornalismo

e-Social





Federação das Indústria do Estado de Santa Catarina

Departamento Regional - Fone 48 3231 4100

Rod. Admar Gonzaga 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001

Gerência de Comunicação

Institucional:Elmar Meurer

Edição:Filipe Scotti e Dâmi Radin

Reportagem:Dâmi Radin, Elida Ruivo, Ivonei
Fazzioni e Gabrielle Bittelbrun