Newsletter Semanal da FIESC  |  nº 579  |  26.09 até 3.10.2018  |  FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA
» Custos industriais crescem 3,7% no 2º trimestre de 2018


Alta do preço do óleo combustível e greve dos caminhoneiros provocam aumento nos custos da indústria
O indicador de custos industriais apresentou crescimento de 3,7% no segundo trimestre de 2018 na comparação com o primeiro trimestre, na série livre de efeitos sazonais. Foi o maior aumento registrado desde o quarto trimestre de 2015, quando a expansão chegou a 3,8%. Os dados estão no estudo Indicador de Custos Industriais, divulgado na quarta-feira, 19 de setembro, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

De acordo com o estudo trimestral, três fatores contribuíram para a alta nos custos da indústria: a desvalorização do real, a alta do preço do óleo combustível e a paralisação no transporte de carga rodoviária que ocorreu em maio de 2018. A moeda brasileira, que se desvalorizou 11,2% no segundo trimestre de 2018, na comparação com o primeiro trimestre deste ano, gerou alguns efeitos. O primeiro deles foi o efeito direto sobre os custos dos bens intermediários importados pela indústria brasileira para a produção, que teve uma alta de 15,2%.

O segundo efeito da desvalorização do real foi sobre o preço do óleo combustível, que apresentou crescimento de 24,4% no segundo trimestre de 2018 em relação ao primeiro trimestre, alta influenciada também pelo aumento de 11% no preço internacional do petróleo no período. Esses fatores elevaram 8,5% os custos com energia da indústria brasileira no segundo trimestre.

Por fim, o terceiro efeito foi a greve dos caminhoneiros sobre o preço dos insumos domésticos. A paralisação gerou uma escassez, que, por sua vez, elevou o preço dos intermediários domésticos em 4,9% também no segundo trimestre de 2018. O custo com capital de giro apresentou queda de 3,8% e se destaca com a nona retratação seguida. É o maior período de queda ininterrupta dos juros desde o início da série em 2006.

Apesar da alta nos custos industriais, o estudo da CNI mostra que a indústria preservou a sua lucratividade no trimestre, pois o aumento de preços dos produtos manufaturados foi de 3,8%, indicando capacidade de a indústria repassar o aumento de custos do trimestre aos consumidores.

Veja aqui todas as notícias

FAB identifica oportunidades de parceria com SENAI

Projeto Amigos da farmaSesi arrecada 19 mil itens em campanha

Encontro aborda Porto de São Francisco e rodovias de SC

Marinha e Aeronáutica apresentam demandas à indústria

» Sistema tributário deve ser equilibrado, justo e eficiente

» Seminário aborda oportunidades entre SC e China

» Filiado a sindicatos industriais tem desconto em carro

» Confiança do industrial catarinense permanece estável

» Startups de Portugal visitam SC em busca de parcerias

» Custos industriais crescem 3,7% no 2º trimestre de 2018

» São Bento do Sul realiza etapa da Corrida do Bem farmaSesi

» Nanotecnologia aplicada à indústria é tema de workshop

» Novos Caminhos facilita inserção no mercado de trabalho

Veja aqui - Todas as notícias

Facebook Twitter Linkedin Flickr

Observatório

Indústria e competitividade

Guia da Indústria FIESC

Saiba mais

FIESC

SENAI

SESI

IEL

Prêmio FIESC de Jornalismo

e-Social





Federação das Indústria do Estado de Santa Catarina

Departamento Regional - Fone 48 3231 4100

Rod. Admar Gonzaga 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001

Gerência de Comunicação

Institucional:Elmar Meurer

Edição:Filipe Scotti e Dâmi Radin

Reportagem:Dâmi Radin, Elida Ruivo, Ivonei
Fazzioni e Gabrielle Bittelbrun