Newsletter Indústria em Ação  |  nº 05  |  03.07 a 16.07  |  FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA
» Diálogo Industrial traz debate sobre passivos trabalhistas


Encontro ocorreu no SESI de Rio do Sul. Foto: Débora Cláudio

 

A FIESC Alto Vale, por meio do SESI, realizou diálogo industrial com a palestra "Como prevenir passivos trabalhistas por insalubridade ou periculosidade". O encontro aconteceu no dia 27 de junho, auditório do SESI Rio do Sul, e as informações foram compartilhadas por Rodrigo Meister de Almeida, perito Judicial na área de Engenharia de Segurança no Tribunal Regional do Trabalho.

Ele mostrou boas práticas na gestão para prevenir esses passivos, falou sobre o cenário no Alto Vale do Itajaí, os principais erros cometidos pelas empresas e como alinhar as ações de Recursos Humanos com Segurança do Trabalho para minimizar ou evitar custos desnecessários. "A gestão de documentos e das proteções do trabalhador, a elaboração de laudos da forma incorreta, recolhimento equivocado de impostos e alíquotas ligados à insalubridade ou à aposentadoria em tempo reduzido, entre outras, são práticas corriqueiras que podem trazer um passivo grande para o empregador", disse Rodrigo.

A correção destas falhas, explicou ele, também traz um movimento estratégico interessante com ganho de produção, redução na quantidade de horas de afastamentos. "Assim você troca uma conta grande, uma suposta economia momentânea, por algo que você investe um pouquinho para deixar da forma correta e evitar o passivo e ainda por cima aumentar a produtividade", acrescentou.

Roseane Ferreira Soares, técnica em Segurança do Trabalho, da Vedamotors, anotou várias das orientações do palestrante. "É muito importante a empresa não precisar chegar ao ponto de ter que dar uma advertência ao trabalhador. E para isso é necessário agir antes, com treinamentos, educando para a prevenção. Mas quando se dá uma advertência você também está protegendo a empresa e o próprio trabalhador. Você dá os treinamentos, faz tudo, mas chega uma hora que não há outra solução a não ser aplicar a advertência. É importante ainda fazer de tudo para que não ter que pagar insalubridade, diminuindo o risco dentro do ambiente de trabalho. Poderia ter pelo menos mais duas horas dessa palestra, pois foi muito boa", afirmou Roseane.

O evento foi realizado em parceria com SEBRAE, SINDUSCON RIO DO SUL e Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Veja aqui todas as notícias

Acordo Mercosul - União Europeia abre boas perspectivas para negócios de SC

Indústria e Forças Armadas lançam feira de negócios de Defesa

Engessamento de contas públicas impede retomada da economia

Aurora investe para ampliar produção em Guatambu e Chapecó

» Indústria investe em eficiência energética de olho na autonomia

» Desafios da indústria da construção são debatidos na FIESC

» 'Hoje nós exportamos impostos', diz Aguiar em entrevista à ADI

» Proposta da FIESC quer inserir SC no contexto logístico nacional

» Sinduscon na Escola é referência em Brasília

» Câmara da Agroindústria da FIESC debate sanidade animal

» Equador busca em SC parcerias em educação e tecnologia

» Diálogo Industrial traz debate sobre passivos trabalhistas

Veja aqui - Todas as notícias

Facebook Twitter Linkedin Flickr

Observatório

Indústria e competitividade

Guia da Indústria FIESC

Saiba mais

FIESC

SENAI

SESI

IEL

Prêmio FIESC de Jornalismo

E-Social





Federação das Indústria do Estado de Santa Catarina

Departamento Regional - Fone 48 3231 4100

Rod. Admar Gonzaga 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001

Gerência de Comunicação

Institucional:Elmar Meurer

Edição:Filipe Scotti e Dâmi Radin

Reportagem:Dâmi Radin, Elida Ruivo, Ivonei
Fazzioni e Gabrielle Bittelbrun