Newsletter Semanal da FIESC  |  nº 419  |  01.07 até 08.07.2015  |  FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA
Mudança na desoneração agravará dificuldades, avalia indústria

A aprovação pela Câmara dos Deputados do Projeto de Lei 863/2015, que muda o sistema de desoneração da folha de pagamento, comprometerá ainda mais a capacidade da indústria brasileira de concorrer no mercado global. O presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), Glauco José Côrte, diz que a decisão da Câmara chega justamente no momento em que a indústria mais precisa da desoneração. "Agora, que a desaceleração da economia começa a se refletir nos empregos, uma medida de estímulo como essa é fundamental para minimizar o fechamento de postos de trabalho", diz.

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, destaca que o Pais tem um custo elevado com a força de trabalho; não com salários, mas com os encargos trabalhistas. "Essa medida penaliza ainda mais as empresas, porque mais do que dobra a alíquota que incide sobre o faturamento. Isso vai no sentido contrário da nossa competitividade", afirmou.

Além de significar um retrocesso para a competitividade, a revisão das alíquotas gera insegurança no mercado, pois as empresas entraram em 2015 com um planejamento que considerava os percentuais anunciados pelo governo no fim de 2014. De acordo com o projeto aprovado, a maioria das empresas que recolhe 2% do faturamento para a Previdência passará a arcar com 4,5%. Enquanto a maior parte daquelas que pagam 1% terão de recolher 2,5%. O projeto segue agora para apreciação do Senado.

Atualmente, a indústria de transformação paga uma alíquota de 1%, e a da construção, 2%.  Na avaliação da do setor, a perda da capacidade de competir, em um momento de baixo nível de atividade econômica no Brasil e acirrada concorrência no mercado internacional, trará efeitos muito negativos para o setor industrial. O necessário ajuste fiscal precisa levar em consideração a importância de acelerar os ganhos de competitividade das empresas instaladas no Brasil.

Veja aqui todas as notícias

Investimento em energia ajuda a enfrentar a crise

Mudança na desoneração agravará dificuldades, avalia indústria

Brusque adere ao Programa Novos Caminhos

Evento na FIESC debate qualidade e segurança dos alimentos

» Câmaras e Comitês da FIESC têm reunião de alinhamento

» Jaraguá do Sul implanta Câmara Regional de educação

» FIESC reúne mais de 700 pessoas em São Miguel do Oeste

» Rodada de negócios reúnem micro, pequenas e médias

» Rede SENAI de Alimentos e Bebidas se reúne na FIESC

» IEL/SC participa de ciclo de palestras do MCE

» BID destinará US$ 180 mil para pesquisas educacionais

» Cuidar da saúde do trabalhador é investimento

Facebook Twitter Linkedin Flickr

Observatório

Indústria e competitividade

Guia da Indústria FIESC

Saiba mais





Federação das Indústria do Estado de Santa Catarina

Departamento Regional - Fone 48 3231 4100

Rod. Admar Gonzaga 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001

Gerência de Comunicação

Institucional:Elmar Meurer

Edição:Filipe Scotti e Dâmi Radin

Reportagem:Dâmi Radin, Elida Ruivo, Ivonei
Fazzioni e Gabrielle Bittelbrun