Newsletter Semanal da FIESC  |  nº 435  |  21.10 até 28.10.2015  |  FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA
Côrte defende investimentos no ensino técnico


Fórum do Banco Mundial foi promovido em São Paulo na sexta (16)
Estudo lançado pelo Banco Mundial na sexta-feira (16), em São Paulo, durante seminário promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) sobre educação profissional e o mundo do trabalho, mostra que sem investimento consistente na qualificação do trabalhador, a produtividade da indústria será prejudicada. Em debate sobre o tema, realizado durante o encontro, o presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), Glauco José Côrte, defendeu maiores investimentos no ensino técnico.

Para Côrte, que é vice-presidente do Conselho Temático de Educação da CNI, é necessário desenvolver habilidades socioemocionais. Os trabalhadores das indústrias precisam ter, além do conhecimento técnico, conhecimento de gestão para desempenhar tarefas mais complexas, iniciativa, autonomia, responsabilidade, capacidade de decisão e resolução de problemas, e principalmente, saber trabalhar em equipe.

O SENAI, por exemplo, constitui comitês técnicos setoriais para contribuir com a identificação e atualização das competências requeridas pelo setor produtivo. Dessa forma, é possível revisar os perfis profissionais e oferecer cursos alinhados às novas demandas da indústria. Durante as formações, os estudantes realizam visitas técnicas e vivenciam situações de aprendizagem com problemas reais da indústria, além de receber incentivo para a realização de estágio.

Uma das soluções apontadas pelo estudo do Banco Mundial para suprir esta lacuna da educação profissional é a adequação de programas que elevem os níveis de empregabilidade no País. Côrte considera fundamental ações como as realizadas pela FIESC e suas entidades (SESI, SENAI e IEL), entre elas o programa Novos Caminhos, promovido em parceria com o Tribunal de Justiça (TJSC) e a Associação dos Magistrados Catarinenses; a Aprendizagem Industrial do SENAI, voltada a jovens de 14 a 23 anos, além de programas de estágio.

Movimento A Indústria pela Educação - O presidente da FIESC citou ainda ações promovidas por meio do Movimento A Indústria pela Educação, iniciativa que estimula a indústria a investir na qualificação do seu trabalhador e incentiva outros atores a se engajar pela causa. A iniciativa conta com a parceria de diversas instituições que integram o Conselho de Governança, além da participação de representantes dos trabalhadores. A FIESC também concluiu recentemente a implantação de 16 Câmaras Regionais vinculadas às vice-presidências da Federação que contam com integrantes dos mais diversos segmentos da sociedade.

Cinco passos para melhorar a educação profissional no Brasil:

- Alinhar a oferta de cursos de educação profissional tecnológica com a quantidade e a qualidade das habilidades exigidas pelo mercado de trabalho e com as preferências dos alunos.
- Melhorar o sistema de monitoramento e a avaliação, focados na qualidade e na relevância do ensino técnico para o mercado de trabalho.
- Desenvolver um modelo estratégico de orientação de carreira baseado em um sistema de informações sólido para auxiliar na orientação dos estudantes e suas famílias no momento de tomarem decisões relativas à educação e à carreira.
- Elevar a qualidade e relevância da educação profissional a partir de professores mais qualificados.
- Inovar na educação técnica por meio de novas tecnologias educacionais e de baixo custo de infraestrutura.

Veja aqui todas as notícias

Côrte defende investimentos no ensino técnico

SENAI abre matrículas para 72 mil vagas em educação profissional

Jogos do SESI reúnem 2,5 mil trabalhadores da indústria

Feira de Cantão mostra o tamanho e o apetite da China

» Opinião: A respeito do Dia Nacional da Inovação

» Seminário aborda a indústria e os resíduos sólidos

» Programa de formação reúne secretários de 57 sindicatos

» Projeto alavanca produtividade das indústrias

» Conjunção de crises é histórica

» Inovar SC 2015 debate desafios da inovação nas indústrias

» Em curso de carpintaria, estudantes constroem casas

» Alunos do Programa Novos Caminhos visitam indústria

Facebook Twitter Linkedin Flickr

Observatório

Indústria e competitividade

Guia da Indústria FIESC

Saiba mais





Federação das Indústria do Estado de Santa Catarina

Departamento Regional - Fone 48 3231 4100

Rod. Admar Gonzaga 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001

Gerência de Comunicação

Institucional:Elmar Meurer

Edição:Filipe Scotti e Dâmi Radin

Reportagem:Dâmi Radin, Elida Ruivo, Ivonei
Fazzioni e Gabrielle Bittelbrun