Newsletter Semanal da FIESC  |  nº 450  |  24.02 até 2.03.2016  |  FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA
FIESC amplia estrutura no Meio-Oeste e lança Novos Caminhos


Sala SESI Matemática alia recursos modernos ao ensino tradicional da disciplina. Foto: Filipe Scotti

Confira a cobertura fotográfica completa no Flickr da FIESC

O presidente da FIESC, Glauco José Côrte, cumpriu agenda nesta segunda e terça-feira, dias 22 e 23 de fevereiro, na região Meio-Oeste do Estado. Na segunda (22), ele participou do lançamento do Programa Novos Caminhos em Joaçaba e do almoço de entrega do Serviço de Alimentação do SESI na BRF, em Campos Novos. A empresa passa a ter o fornecimento diário de 1,5 mil refeições e 900 lanches para seus colaboradores. Nesta terça (23), Côrte entregou sala do Programa SESI Matemática e assinou o termo de adesão ao programa Novos Caminhos em Concórdia.

O município de Concórdia é o oitavo de Santa Catarina a receber unidade do programa SESI Matemática, que estimula o uso de novas tecnologias em conjunto com aquelas utilizadas em uma sala de aula tradicional. No programa SESI Matemática, o professor tem à sua disposição tanto um quadro branco, para explicações e registros, como também uma lousa digital com internet e suporte para interatividade. "O Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA, da OCDE), que é ranqueado por níveis de proficiência, diz que o nível 4 é o mínimo necessário para que se tenha uma profissão tecnológica. No Brasil, não chega a 4% o índice de jovens que alcançam esse nível do PISA e que, portanto, estariam aptos a trabalhar com tecnologia. Quase 40% dos nossos jovens estão no nível zero", ressaltou Côrte.

A sala SESI Matemática de Concórdia deverá atender cerca de mil estudantes - da Educação de Jovens e Adultos da própria instituição e do Ensino Médio Articulado com a Educação Profissional do SENAI. O programa é realizado em parceria com a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan). As salas de matemática já existem em Criciúma, São José, Jaraguá do Sul, Caçador, Chapecó, Brusque e Joinville. Este ano, serão instaladas em São Miguel do Oeste, Joaçaba, Tubarão, Itajaí e Blumenau. Em 2017, São Bento do Sul, Lages e Rio do Sul, cidades onde as unidades do SESI estão em reforma, receberão salas com esta.

Novos Caminhos
O Programa Novos Caminhos, que chega a Joaçaba e Concórdia, oferece capacitação profissional e inclusão no mercado de trabalho aos jovens de 14 a 18 anos que vivem em casas de acolhimento do Estado. "Já temos mais de 60 adolescentes que participaram das capacitações oferecidas pelas nossas entidades e que já foram empregados pela indústria de Santa Catarina", destacou Côrte. Os termos de adesão foram assinados pela Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) e pela Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC), entidades que criaram o projeto em 2012. Além dessas instituições, a Ordem dos Advogados do Brasil de Santa Catarina (OAB-SC) também passa a integrar o programa a partir deste ano.

Mais de 60 adolescentes que participaram das capacitações oferecidas pelas entidades da FIESC já foram empregados pela indústria em Santa Catarina. Ao longo do programa, 426 jovens e adolescentes que estão ou estiveram sob a tutela do Estado em todas as regiões de Santa Catarina já passaram por cursos de preparação para o mundo do trabalho, de qualificação profissional e de educação de jovens e adultos, oferecidos pelo Programa Novos Caminhos.

Economia
Ao tratar das perspectivas da economia nos encontros com empresários, o presidente da FIESC salientou que "2016 em princípio será uma continuidade de 2015, ano em que não houve nenhum avanço estrutural, nenhuma reforma que pudesse restabelecer e resgatar a confiança dos empresários e da iniciativa privada em ações do governo". Para ele, "o governo não produziu em todo o ano passado e até agora nenhuma medida que pudesse gerar ou estimular a recuperação da economia".

Mesmo assim, ressaltou Côrte, o industrial catarinense está "firme na disposição de manter a empresa em operação, voltar a investir assim que as condições melhorarem e dar sua contribuição para a recuperação da economia". Segundo ele, é "preciso que governo, primeiro, não interfira tanto nas atividades da iniciativa privada, pois a burocracia impede maior desenvolvimento do setor privado. E, segundo, que as reformas básicas - como é o caso do sistema tributário e as relações de trabalho, sejam encaminhadas e aprovadas, o que facilitará a retomada do crescimento do País.


Veja aqui todas as notícias

FIESC mobiliza indústria contra o aedes aegypti

Professores de Chapecó participam de projeto da OCDE

SESI Ciências atenderá alunos da rede escolar de Caçador e região

Lentidão nas obras em rodovias de SC é tema de reunião

» SESI entrega farmácia em Joinville

» Câmara de Educação debate prioridades da região Sudeste

» Industriais de SC seguem pessimistas com a economia

» Série de reportagens aborda reformas que o Brasil precisa

» Estudo sobre BR-282 é entregue ao ministro dos Transportes

Facebook Twitter Linkedin Flickr

Observatório

Indústria e competitividade

Guia da Indústria FIESC

Saiba mais





Federação das Indústria do Estado de Santa Catarina

Departamento Regional - Fone 48 3231 4100

Rod. Admar Gonzaga 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001

Gerência de Comunicação

Institucional:Elmar Meurer

Edição:Filipe Scotti e Dâmi Radin

Reportagem:Dâmi Radin, Elida Ruivo, Ivonei
Fazzioni e Gabrielle Bittelbrun