Newsletter Semanal da FIESC  |  nº 547  |  14.02 até 21.02.2018  |  FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA
FIESC discute com a NASA parceria na área educacional


Entre outras instituições visitadas, comitiva catarinense esteve na agência espacial americana
Dirigentes da área educacional da NASA, a agência espacial americana, conheceram na terça (13), em Washington, as atividades que a Federação das Indústrias, o SENAI e o SESI desenvolvem neste setor em Santa Catarina. "Eles se mostraram vivamente interessados em ampliar os contatos, visando desenvolver uma possível parceria", afirmou o presidente da FIESC, Glauco José Côrte. O empresário lidera a missão institucional da entidade que esta semana mantém encontros com órgãos da sociedade civil e do governo dos Estados Unidos na capital do País e em Boston. "As reuniões que realizamos estão validando o que estamos fazendo na área de educação, tecnologia e inovação. Estamos alinhados com as principais iniciativas das entidades com as quais nos reunimos. As possibilidades de parcerias são amplas e viáveis", acrescentou Côrte.

Na NASA, a delegação catarinense foi recebida pelo cientista chefe do Marshall Space Flight Center (NASA/MSFC), James Spann, pelo gestor adjunto da área de educação, Roosevelt Johnson, e outros dirigentes. Spann já conheceu o modelo educacional do SENAI/SC em setembro de 2017, quando proferiu palestra aos estudantes do Ensino Médio da entidade.

Composta também pelos executivos do SENAI/SC Jefferson de Oliveira Gomes (diretor regional), Maurício Cappra Pauletti (diretor técnico) e Pierre Mattei (diretor de inovação do Instituto SENAI de Inovação em Sistemas Embarcados, localizado na capital catarinense), a comitiva da FIESC visitou nesta terça à Learning Tree e CompTIA. As tratativas giraram também em torno da questão educacional, neste caso voltada a área de TI, para formação e certificação de vários temas, entre eles segurança cibernética, computação na nuvem e análise de dados. Além disso, a missão esteve na Naval PostGraduate School, da Universidade da Marinha, que oferece cursos de pós-graduação nas áreas civil e militar. Houve interesse na execução de projetos binacionais e áreas correlatas de educação. A universidade tem expertise em sistemas aeronáuticos espaciais e sistemas avançados de inteligência artificial.

FIESC busca cooperação nas áreas de Defesa e cidades inteligentes
Na capital americana, a representação da FIESC reuniu-se também com integrantes do Departamento de Comércio dos Estados Unidos para debater temas relacionados ao setor de defesa e cidades inteligentes (smart cities). No encontro foi discutida a possibilidade de realização de trabalhos conjuntos nas áreas que envolvem as cidades inteligentes, como água, resíduos sólidos, trânsito, energia, redes inteligentes para energia, além de conexões com a indústria 4.0 e educação. A cooperação deve envolver o Instituto SENAI de Sistemas Embarcados e que integra o cluster catarinense de smart cities.

O diretor regional do SENAI/SC, Jefferson de Oliveira Gomes, explica que o grupo catarinense conheceu diversos programas voltados às cidades inteligentes e citou como exemplo um que trabalha questões comuns entre as cidades e que mapeou 105 mil comunidades de diversos locais do mundo. "O objetivo é trabalhar os problemas pré-existentes com as respectivas soluções nas áreas de transporte, comunicação sem fio e energia", diz.

Numa outra reunião foi abordado o tema segurança cibernética. A comitiva conheceu uma iniciativa que reúne profissionais de segurança da informação de todo o País, que por sua vez, trabalham desenvolvendo soluções a favor da indústria americana. "Há um programa de formação de pessoas com a mesma competência que os hackers, mas que trabalham para o bem. O SENAI quer construir uma parceria para desenvolvimento de capacitações nessa área", observa Jefferson.

A delegação também participou de reunião-almoço na Associação da Indústria de Tecnologia de Computação (CompTIA, na sigla em inglês) para tratar de parcerias na área de indústria de defesa, com foco em desenvolvimento de satélites. "Empresas privadas, num futuro próximo, devem passar os trabalhos da Nasa (agência espacial) ", salienta Jefferson. Neste encontro também foram discutidas parcerias comerciais com empresas americanas e brasileiras, além de políticas públicas.

Instituto de Tecnologia de Massachusetts
A agenda também prevê compromissos, nesta quarta e quinta (14 e 15), em Boston. A missão da FIESC estará no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês), entidade parceira dos Institutos SENAI de Inovação (são 25 no Brasil, três deles em Santa Catarina) para tratar de mapeamento de produtos e projetos (no MIT Media Lab), de novas metodologias educacionais (no ILP MIT) e de aplicações de inteligência artificial em veículos autônomos (drones, submarinos, caminhões e automóveis) e em manufatura avançada. Na mesma cidade, os catarinenses visitarão o Centro Internacional da Universidade Tiradentes e o Instituto Cambridge de Estudos Brasileiros.

Veja aqui todas as notícias

Produção industrial de SC fecha 2017 com alta de 4,5%

FIESC moderniza comunicação com novos sites

Movimento SC pela Educação alinha ações para 2018

Rota Global auxilia indústria a elevar inserção internacional

Facebook Twitter Linkedin Flickr

Observatório

Indústria e competitividade

Guia da Indústria FIESC

Saiba mais





Federação das Indústria do Estado de Santa Catarina

Departamento Regional - Fone 48 3231 4100

Rod. Admar Gonzaga 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001

Gerência de Comunicação

Institucional:Elmar Meurer

Edição:Filipe Scotti e Dâmi Radin

Reportagem:Dâmi Radin, Elida Ruivo, Ivonei
Fazzioni e Gabrielle Bittelbrun